(14-10-17) 16-A-2017

Posted by pablo 14/10/2017 22:44

Carta aberta aos atletas

             Muito embora entendamos que boa parte dos assuntos contidos na presente nota oficial seja do pleno conhecimento dos atletas – e, sobretudo, dos dirigentes dos clubes e associações -, ressaltamos que a FTMERJ, para que possa existir como entidade, obrigatoriamente deve seguir padrões, regras e regulamentos que, se não obedecidos, a desqualificariam e a impediriam, inclusive, até mesmo de existir como fomentadora da prática esportiva.

            Portanto, para que a FTMERJ exista de fato e de direito, é preciso que todos se conscientizem de que existe um custo financeiro por trás disso – alvará de localização, registros de atas de assembleias, emissão de diversas certidões, além do pagamento de contas comuns (luz, água, IPTU, condomínio, Taxa de Incêndio, telefone, internet, mensalidades e taxas da Confederação Brasileira, dentre outros). Todos esses custos existem paralelamente aos inerentes a cada uma das competições realizadas – arbitragem, alimentação, medalhas, bolas, fretes e, atualmente, quadro móvel da arena olímpica.

          A FTMERJ não possui nenhum outro tipo de receita para realizar seus campeonatos que não seja a oriunda do pagamento da taxa de inscrição. As únicas vezes em que a FTMERJ conseguiu algum apoio financeiro, estes estavam obrigatoriamente atrelados à compra de material de competição (mesas, redes, pisos, placares e separadores) e à realização de torneios de demonstração em shopping centers.

         A FTMERJ, ao contrário de boa parte de outras Federações – que somente enviam suas equipes para os campeonatos brasileiros graças ao apoio financeiro dos seus respectivos governos estaduais -, não recebe apoio financeiro dos governos estadual e municipal, principalmente, hoje em dia, por causa da atual crise financeira e política, de conhecimento público e notório, por que passa o Estado do Rio Janeiro. Por tal motivo, a FTMERJ não tem condições de pagar senão a taxa de inscrição das equipes que a representam nos torneios nacionais.

       Atendendo ao anseio de grande parte dos atletas e dirigentes, a FTMERJ trocou o local de realização dos seus torneios do SESC de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, para as arenas olímpicas localizadas na Barra da Tijuca, local em que foram disputados os Jogos Olímpicos, propiciando, dessa forma, um enorme salto de qualidade em termos de infraestrutura, não existindo, simplesmente, nada melhor em nenhum lugar do país. É preciso enfatizar que a FTMERJ é uma das raras Federações esportivas do Estado do Rio de Janeiro que pode realizar seus torneios no mesmo local das Olimpíadas, justamente porque mantém em dia os custos das suas obrigações burocráticas e administrativas, pois, de outra forma, o Tênis de Mesa não poderia ser praticado nas arenas olímpicas. Infelizmente, continuamos dependendo única e exclusivamente do montante advindo das taxas de inscrições para realizar nossos torneios. Com o intuito de permitir a participação de um número maior de praticantes, temos oferecido três tipos de categorias(participação e lazer, estudantil e Clubes filiados) para que os  atletas se adequem da melhor maneira possível seus orçamentos com relação à participação. Assim sendo, temos hoje a realização de campeonatos, com preços diferenciados, para atletas federados, atletas associados, praticantes e para atletas estudantis.

          A FTMERJ, ao contrário de outras entidades assemelhadas, não se opõe à realização de eventos paralelos de Tênis de Mesa promovidos por quaisquer clubes e associações no Estado do Rio de Janeiro. Muito ao contrário, na medida do possível, procuramos divulgá-los e ajudar na parte de infraestrutura, justamente por entender que tais eventos, por não terem a obrigação de seguir as normas, regras e regulamentos oficiais impostos à nossa entidade – e seus inerentes custos financeiros -, pode cobrar taxas de inscrição mais baixas e acessíveis a um maior número de praticantes do nosso esporte.

          A FTMERJ também não opõe à criação de Ligas de Tênis de Mesa por parte de quem quer que seja. Tal fato, por sinal, serviria para melhor conscientizar muitas pessoas (atletas e dirigentes), que participam dos campeonatos da FTMERJ, sobre os reais custos financeiros, burocráticos e administrativos – isto, é claro, se tais ligas forem legalmente registradas como determina a lei.

         A FTMERJ tem a plena convicção de que jamais conseguirá agradar a todos, mesmo levando a cabo seus campeonatos nos mesmos ginásios em foram disputados os Jogos Olímpicos – privilégio para poucos -, e mesmo mantendo em atividade dois centros de treinamento. Temos tentado, arduamente e com enorme sacrifício, sobretudo no aspecto financeiro, oferecer o que há de melhor em termos de infraestrutura – recentemente promovemos a realização de cursos de arbitragem para que todos os jogos realizados nas trinta mesas que disponibilizamos nas arenas olímpicas possam ter caráter oficial.

          A FTMERJ tem a plena convicção de que jamais conseguirá agradar a todos, pois sempre haverá insatisfeitos e portadores de ideias contrárias ao trabalho que vem sendo realizado. Lembramos, por oportuno, que a participação em nossos torneios não é obrigatória, mas, sim, voluntária e espontânea. Portanto, solicitamos a todos que se conscientizem de que as atuais condições de realização dos nossos campeonatos são as que melhor podemos oferecer a todos.

Agradecemos a gentil compreensão e a colaboração dos amigos do Tênis de Mesa do Estado do Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro, 14 de outubro de 2017.

Pablo Marcelo Frias Ribeiro

Presidente da FTMERJ